Notícias

Fazenda vai disponibilizar novo sistema de emissão de nota fiscal eletrônica em Ribeirão

Mudança passará a valer em 4 de agosto; sistemas de Gestão Tributária e de Emissão de Nota Fiscal serão desativados em 31 de julho

A Secretaria Municipal da Fazenda disponibilizará, a partir do próximo mês, um novo sistema para emissão de nota fiscal eletrônica de serviços e escrituração fiscal em Ribeirão Preto. A mudança será no dia 4 de agosto, e os atuais sistemas de Gestão Tributária e de Emissão de Nota Fiscal, inclusive via WebService, serão desativados em 31 de julho. Após esta data, não haverá a emissão de notas ou lançamentos de qualquer espécie no sistema até o dia 3 de agosto.

Segundo a prefeitura informou, o objetivo é substituir os procedimentos atuais por um sistema integrado de gestão com mais funcionalidades, como o Domicílio Tributário Eletrônico, a ser implementado, proporcionando maior facilidade, agilidade, segurança e comodidade. É mais um avanço na desburocratização e facilitação para os empresários e contadores, pois, terão acesso único por senha ou certificado digital, tanto para emissão de notas quanto para a escrituração e emissão de guias.  

O novo sistema permitirá também a recepção, validação e armazenamento de arquivos (formato XML) enviados pelos contribuintes, com os elementos necessários para geração das Notas Fiscais de Serviços Eletrônicas (NFS-e).

“A empresa contratada irá prestar todo o atendimento aos usuários, principalmente no mês de agosto, informando e auxiliando os contadores, empresas, profissionais autônomos e quem mais fizer uso do sistema com uma rede de atendimento on-line e presencial, inclusive com vídeos tutoriais que serão disponibilizados em breve, assim como o link para acessar a nova ferramenta”, afirma Hamilton Keiji Iamamulla, diretor de Tributos Mobiliários da Secretaria Municipal da Fazenda. 

Recomendação

A secretaria recomenda que todos os contribuintes encerrem suas escriturações na última semana de julho, emitam e imprimam a guia de recolhimento do ISS para evitar uma corrida ao atendimento da Prefeitura, tendo em vista que o período de transição entre sistemas pode ocasionar naturalmente um maior acesso aos serviços de atendimento. Ainda de acordo com o diretor, espera-se que a troca de sistemas seja tranquila, visto que os contribuintes estão habituados com WebService ou sistemas eletrônicos de escrituração.

Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto

 

 

 

Leia também

Convênios

eGAC
CDL
GBrasil
Accor
Auditsafe
pki
G+D Mobile Security
Idemia
Gemalto
CryptoID
Insania