Notícias

Certificado Digital amplia a segurança no setor financeiro e facilita a vida do cliente

Mesmo o Brasil tendo um dos sistemas financeiros mais avançados do mundo, a inclusão da Certificação Digital no setor pode ampliar ainda mais a segurança nas operações realizadas. A opinião é do diretor-executivo da ANCD (Associação Nacional de Certificação Digital), Antonio Cangiano. Entre as tecnologias criadas para ajudar a ampliar a segurança no sistema financeiro, o Certificado Digital garante a identidade da pessoa, podendo fazer transações online com respaldo jurídico e sem repúdio de autoria e nem de conteúdo.

Para Cangiano, além destas facilidades, o Certificado Digital traz mais vantagens para o usuário, como a senha única, que facilita a memorização e acesso de qualquer computador, dado que a identidade do usuário e a acreditação de seu ato jurídico é que é garantida. Hoje, o uso do Certificado Digital já permite a abertura e fechamento de contas sem a presença física do correntista. “Nós, da ANCD, estamos convictos de que com o aumento do uso da Certificação Digital o número de acessos a estes canais bancários se tornará mais confiável, sustentável e crescerá ainda mais”.

A questão é: como garantir segurança para os dois lados desta transação – cliente e empresas da área financeira? “Agora, os bancos podem reconhecer o cliente e seus atos virtualmente com o Certificado Digital, e o cliente não precisa memorizar variadas senhas. Quando usa o certificado digital ele usufrui de sua senha única, que permanece no cartão e o CHIP é à prova de roubos, pois é impossível invasão, já que a senha não trafega na rede. Ter um único PIN no Certificado Digital, sem que tenha que colocar seu ID para entrar, acessar e autorizar transações em qualquer computador, é um benefício incomparável ao uso anacrônico de login e senha, normalmente usual nos sites mais comuns, que expõem o cliente a riscos de perdas derivadas de invasão, seguida de roubo de senha, como se verifica em ocorrências frequentes de uso criminoso”, adverte o executivo.

Com a evolução do Certificado Digital para o mobile, já oferecido no Brasil pelas Autoridades Certificadoras (ACs), o correntista pode utilizar esta tecnologia em qualquer situação: acessando o banco pelo smartphone, tablet ou computador, com garantia de sua identidade e ter seus atos válidos juridicamente, o que qualquer outra tecnologia não assegura sem incidência de altos custos forenses.

Outra vantagem que passou a vigorar desde maio último, quando o Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou que os bancos podem oferecer mais serviços online que ajudarão o dia a dia dos correntistas, como a abertura de contas por meio de Certificado Digital. “Esta é mais uma vantagem de quem possui um Certificado Digital ICP-Brasil válido. Com esta mudança, não será mais necessário que os bancos gastem em tecnologias caras de biometria para reconhecimento do cliente. O Certificado Digital é suficiente, assim o cliente não precisa ir pessoalmente a uma agência bancária para apresentar um documento original com foto para provar ser ele o titular da conta. Essa vantagem pode ser reproduzida em outras transações para os correntistas, sem ônus para os bancos, pois o certificado pertence ao cliente, isso é altamente sustentável e se enquadra nas novas tecnologias”, acrescenta Cangiano.

ANCD – Associação Nacional de Certificação Digital

Portal Information Management.

Leia também

Convênios

eGAC
CDL
GBrasil
Accor
Auditsafe
pki
G+D Mobile Security
Idemia
Gemalto
CryptoID
Insania